Fique por dentro dos principais termos usados nas transações de crédito imobiliário

A Caixa Econômica Federal anunciou, na última sexta-feira (24), a redução de até 0,5% nas taxas de juros do crédito imobiliário para operações com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE).

No caso dos imóveis residenciais enquadrados no Sistema Financeiro de Habitação (SFH), as taxas mínimas passaram de 9% a.a para 8,75% a.a. Essa categoria inclui habitações de até R$ 800 mil, válido para todo o País, com exceção de Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Distrito Federal, onde o limite é de R$ 950 mil.

Já para os imóveis inseridos no Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI) – aqueles com valores acima dos estipulados pelo SFH –, as taxas caíram de 10% a.a para 9,5% a.a. Além disso, o banco revelou que os limites de financiamento de imóveis usados passaram de 70% para 80%.

Tira-dúvidas do financiamento

Apesar de o acesso ao crédito habitacional ter sido facilitado, muitos brasileiros ainda sentem dificuldades em lidar com os termos técnicos típicos do mercado imobiliário, o que acaba prejudicando não somente quem ainda sonha com a casa própria mas também quem já está financiando um imóvel.

Confira abaixo alguns dos principais termos usados quando o assunto é financiamento da casa própria:

Financiamento: Valor emprestado pelo banco para ajudá-lo a adquirir seu imóvel.

Juros: Custo do financiamento.

Amortização: Valor pago para reduzir ou amortizar o saldo devedor do pagamento.

Taxa Referencial (TR): Índice que corrige o saldo devedor das contas de poupança e das contas vinculadas ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Saldo devedor: Valor do financiamento em determinado momento considerando as amortizações e atualizações mensais.

Prazo de amortização: Prazo definido para o pagamento do financiamento.

Encargo mensal: Soma de todas as parcelas mensais pagas para viabilizar o financiamento.

Sistema de amortização: Define a forma de cálculo da prestação de amortização.

Sistema de Amortização Constante (SAC): Valor da parcela do encargo mensal para amortizar o financiamento é constante, e a parcela de juros, decrescente. Dessa forma, o valor do encargo mensal diminui ao longo do tempo.

Tabela Price (Sistema Francês de Amortização): Valor da parcela do encargo mensal para amortizar o financiamento é crescente, e parcela de juros, decrescente, sendo o encargo mensal constante durante o prazo contratado.

Fonte: Governo do Brasil, com informações da Caixa Econômica Federal

avatar

© 2018 i50 Imóvel Todos os direitos reservados.

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account