Categorias: Dicas e Sugestões

O pesadelo da dívida no Cartão de Crédito

As altas taxas de juros tornam um pesadelo a dívida no Cartão de Crédito

Sempre que pensamos quem comprar algo ou pagar por algum serviço, mas não disponibilizamos do dinheiro na hora, logo vem o cartão de crédito. E as altas taxas de juros tornam um pesadelo a dívida no cartão de crédito. Mas nem tudo está perdido, basta que você tenha o controle necessário na hora da compra e pagamento das faturas.

E por falar em fatura, o não pagamento ou quando é feito o parcial dela pode acarretar em grandes problemas futuros, ou seja, virar uma bola de neve e o que era para ser apenas um adiamento de quitação se torna na principal dívida dos brasileiros na atualidade.

Quando gastamos mais do que ganhamos naturalmente o final não é bom. E para ajudar a ter um certo controle relacionamos aqui algumas sugestões que podem ser levadas em consideração. São elas:

Soma de parcelas – O cartão proporciona o parcelamento mais fácil e isso beneficia na hora de comprar, mas é preciso calcular o número de parcelas e os valores que você tem no final do mês. As vezes a gente só lembra daquela nova prestação e se ela cabe no bolso, mas não lembramos das outras que já temos lá.

Pagamento Mínimo – Esse sim, é um bicho papão das finanças. Pagar o mínimo é o último recurso que você deve recorrer, pois com os altos juros cobrados pelas operadoras de cartões faz com que isso se torne algo muito difícil de ser solucionado.

Taxa de Juros – Hoje a média da taxa está em 15,5% e quando você lança para o mês seguinte o pagamento do restante da fatura, além do valor que esse mês já não conseguiu pagar, vai acrescentar os juros do atraso e do cartão. Ou seja, não é um bom negócio.

Negociar rápido – Geralmente nos enrolamos com dívidas por deixar a coisa rolar e adiar uma possível solução, como uma negociação, por exemplo. Então se você perceber que não vai conseguir pagar a sua fatura, entre em contato com a operadora ou banco e tente uma negociação antes que o valor fique muito mais alto.

Bloqueio do cartão – Esse bloqueio não precisa ser de fato no banco ou operadora, mas você deve considerar que ele não pode mais ser utilizado, pelo menos até que as coisas se resolvam. Mas se você é daquelas que não se controlam aí a orientação é cortar o mal pela raiz, quebrando o cartão ou cancelando de fato.

Dívida é prioridade – A tentação de comprar algo é difícil de controlar, mas é necessário, afinal descontrole não é bom em nada, mas principalmente nas finanças. Então priorize o pagamento dos seus compromissos mensais, das negociações que venha a fazer e não deixe que o problema aumente ainda mais. Então, boa sorte e até a próxima!

Gostou? Então compartilhe na sua rede social!

Márcia Rabelo

Márcia Rabelo

Graduando em Administração de Empresas pela Universidade Nove de Julho, produtora/editora de textos e artigos para os sites vocênoenem, Clube Detran e i50, além de gerente de vendas no Grupo Barukar E-commerce.

Deixe um comentário

Posts Recentes

Conheça o programa Casa Verde e Amarela

Conheça o programa que irá substituir o Minha Casa Minha Vida. Além das condições diferenciadas… Leia mais

2 semanas atrás

Governo vai pagar 4ª parcela do Auxílio Emergencial

Foi confirmado pelo Presidente Jair Bolsonaro, o pagamento da 4ª parcela do Auxílio Emergencial pago… Leia mais

4 meses atrás

Aplicativo CAIXA Tem

Para acessar a funcionalidade do saque sem cartão, a CAIXA liberou uma nova versão do… Leia mais

4 meses atrás

Pagamento da 2ª Parcela do Auxílio Emergencial

A CAIXA divulgou o calendário de pagamento da 2ª parcela do Auxílio Emergencial, que terá… Leia mais

4 meses atrás

Pagamento da Segunda Parcela do Auxílio Emergencial

Quem está acompanhando o noticiário vêm diariamente, pessoas nas filas das agencias da Caixa Econômica… Leia mais

4 meses atrás

Auxílio Emergencial ainda em análise

Muitos trabalhadores estão preocupados com a situação pendente de análise das suas solicitações do Auxilio… Leia mais

4 meses atrás