Categorias: Financiamento

Entenda o Financiamento da Casa Própria

Saiba como solicitar e entenda o financiamento da Casa Própria

Quando se trata da casa própria, o brasileiro alimenta esse sonho como ninguém. E para isso a grande maioria recorre ao financiamento, que pode ser a curto, médio ou a logo prazo. Listamos aqui algumas orientações para você entender como funciona o Financiamento da Casa Própria.

O financiamento feito pelos bancos é o mais comum. Primeiro você deve fazer a simulação e entender se é possível arcar com o compromisso da mensalidade. E isso você consegue fazer nos próprios sites desses bancos.

O que vai diferenciar são as condições, como taxa, prazo, taxas administrativas, entrada, parcelas, enfim, tudo aquilo que vai influenciar de fato na sua decisão. Ao decidir pelo banco, você deve ter em mãos seus documentos, procurar a agencia e verificar as condições que há disponíveis para a sua atual situação.

Financiamento pelo Minha Casa, Minha Vida

O Minha Casa, Minha Vida é um programa do Governo Federal criado para quem tem renda inferior a 9.000,00 mensais. Além disso possui outras etapas que beneficia outras faixas de rendas abaixo desse teto.

Além da faixa de renda bruto mensal, é preciso ter mais de 18 anos, ser brasileiro, não possuir outro imóvel, não ter outro financiamento habitacional. Poder ser feito financiamento para imóvel, novo, usado, terreno, na planta ou feito em arredamento. E será preciso a comprovação da sua renda mensal. Além disso, pode ser utilizado o FGTS para entrada no financiamento.

Outra informação que não deve faltar é referente ao valor que pode ser comprometido no pagamento das parcelas e isso não pode ultrapassar 30% da sua renda bruta mensal.

Entenda as faixas de adesão:

  • Faixa 1 - Famílias com renda mensal bruta de até R$ 1.800,00.
  • Faixa 1,5 - Famílias com renda mensal bruta de até R$ 2.600,00.
  • Faixa 2 - Famílias com renda mensal bruta de até R$ 4.000,00.
  • Faixa 3 - Famílias com renda mensal bruta acima de R$ 4.000,00 até R$ 9 mil.

Taxa de juros

  • Faixa 1 – Taxa 5% a.a
  • Faixa 1,5 – Taxa 5% a.a
  • Faixa 2 – Taxa 5% a 7% a.a
  • Faixa 3 – Taxa 8,16% a 9,16% a.a

É importante ressaltar que as famílias das faixas 1 a 2 possuem o subsidio do governo. Na faixa 1,5 vai subir de R$ 45 mil para R$ 47.500 e, na faixa 2, de R$ 27.500 para R$ 29 mil. Então boa sorte e até a próxima!

Gostou? Então compartilhe na sua rede social!

Márcia Rabelo

Márcia Rabelo

Graduando em Administração de Empresas pela Universidade Nove de Julho, produtora/editora de textos e artigos para os sites vocênoenem, Clube Detran e i50, além de gerente de vendas no Grupo Barukar E-commerce.

Deixe um comentário

Posts Recentes

Conheça o programa Casa Verde e Amarela

Conheça o programa que irá substituir o Minha Casa Minha Vida. Além das condições diferenciadas… Leia mais

2 semanas atrás

Governo vai pagar 4ª parcela do Auxílio Emergencial

Foi confirmado pelo Presidente Jair Bolsonaro, o pagamento da 4ª parcela do Auxílio Emergencial pago… Leia mais

4 meses atrás

Aplicativo CAIXA Tem

Para acessar a funcionalidade do saque sem cartão, a CAIXA liberou uma nova versão do… Leia mais

4 meses atrás

Pagamento da 2ª Parcela do Auxílio Emergencial

A CAIXA divulgou o calendário de pagamento da 2ª parcela do Auxílio Emergencial, que terá… Leia mais

4 meses atrás

Pagamento da Segunda Parcela do Auxílio Emergencial

Quem está acompanhando o noticiário vêm diariamente, pessoas nas filas das agencias da Caixa Econômica… Leia mais

4 meses atrás

Auxílio Emergencial ainda em análise

Muitos trabalhadores estão preocupados com a situação pendente de análise das suas solicitações do Auxilio… Leia mais

4 meses atrás