Auxílio Brasil: beneficiários podem fazer curso de empreendedorismo

Beneficiários do programa Auxílio Brasil poderão fazer o curso de Microempreendedor Individual (MEI), oferecido pelo Ministério da Educação em parceria com o Ministério da Cidadania, em instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. Serão oferecidas 39 mil vagas  presenciais.

Segundo informou o MEC, as inscrições já estão abertas nos institutos federais de Alagoas (IFAL) e do Piauí (IFPI). Em Maceió, 800 vagas foram disponibilizadas. As inscrições para o curso vão até quinta-feira (23). Já em Teresina há 300 vagas disponíveis na capital e outras 50 vagas no Campus Teresina Dirceu Arcoverde.

O Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG) realiza, até 2 de janeiro de 2022, seleção para instrutores do curso de MEI e também para o curso de eletricista de sistemas renováveis, do programa Qualifica Mais Energia.

Estão aptos a participar servidores da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. Caso as vagas não sejam preenchidas por servidores, elas poderão ser ofertadas a outros membros da comunidade.

Qualifica Mais Progredir

Apresentação

O Programa Qualifica Mais é um programa de qualificação profissional voltado para a inserção de jovens e adultos no mercado de trabalho. O programa é um dos caminhos para fortalecer a empregabilidade, a inclusão produtiva e a geração de renda. Importantes áreas temáticas são contempladas, no intuito de oportunizar qualificação laboral gratuita e contribuir para o desenvolvimento da região.

Qualifica Mais Progredir

O Programa Progredir é uma linha de fomento para oferta de cursos de qualificação profissional de Microempreendedor Individual (MEI), voltado à beneficiários do Programa Auxílio Brasil (Bolsa Família). A iniciativa é uma parceria entre o Ministério da Educação e o Ministério da Cidadania e busca a inclusão produtiva e a ampliação de renda do público que recebe o auxílio financeiro.

Características do curso:

  1. Modalidade: presencial
  2. Público-alvo: Beneficiários do Programa Auxílio Brasil, com 18 anos ou mais e Ensino Fundamental completo.
  3. Carga horária: 160 horas
  4. Vagas: 300 vagas no Campus Teresina Central e 50 vagas no Campus Avançado do Dirceu.
  5. Seleção dos alunos: edital.

Auxílio ao aluno:

  • Valor = R$ 4,00 por hora frequentada.
  • Total= até R$ 640,00 ao final do curso de 160 horas

Documentos

Para concorrer a uma das vagas, é necessário ter 18 anos ou mais; ensino fundamental completo e preencher corretamente o formulário online.

A escolha para as vagas será feita aleatoriamente por meio de um sistema matemático.

Todas as instituições pedem comprovante de residência, de estudos e de recebimento do Auxílio Brasil. Os documentos deverão ser apresentados no ato de efetivação da matrícula.

Acompanhe as últimas notícias sobre Auxílio Brasil:

Acompanhe as últimas notícias sobre Auxílio Brasil

Postagem Original
Autor: Agência Brasil

Deixe seu Comentário