Melhor tipo de financiamento para Pessoa Física

Entenda qual o melhor tipo de financiamento para Pessoa Física

Sempre que precisamos de algum dinheiro, seja a curto ou longo prazo, pensamos exatamente qual o melhor tipo de financiamento para Pessoa Física. E isso pode depender de vários fatores, pois vai depender da sua necessidade e também a finalidade do dinheiro.

O primeiro passo a seguir e entender a sua necessidade, se realmente é importante e indispensável que adquira esse bem ou serviço neste momento. A partir daí você já tem o primeiro impulso.

O segundo passo é a pesquisa. A partir da identificação de utilidade e necessidade, você tem que pesquisar o que é mais barato: financiamento do bem, por exemplo, ou fazer um empréstimo. E neste caso o melhor será o mais barato.

O terceiro passo é calcular o custo benefício, ou seja, mesmo que as parcelas estejam no valor que você consegue arcar mensalmente, deve saber qual será o valor final de pagamento desse financiamento/empréstimo. Nem sempre o mais barato por mês quer dizer economia no final. Afinal pode ser um número bem maior de parcelas do que realmente é necessário.

O quarto passo, mas não menos importante é calcular os seus compromissos mensais, pois não adianta entrar em mais uma responsabilidade sem ter a condição de arcar com todas elas no final do mês e também calcular a possibilidade de algum imprevisto, uma vez que se houver uma alteração na sua renda bruta mensal não causará no atraso dos seus pagamentos.

É muito importante fazer um esclarecimento: Entende-se que dívida é quando você tem algum compromisso, seja parcelamento, financiamento, fatura de cartões de crédito, mas que não esteja necessariamente em atraso.

Já a inadimplência sim, é quando você não consegue arcar com a dívida mensal.

Para Pessoa Física na maioria das vezes é bem mais barato o financiamento ao empréstimo pessoal, pois possui taxas menores e melhor flexibilidade. Mas justamente por este motivo tem o outro lado que é um pouco mais de dificuldade de liberação, ou seja, aprovação, principalmente sendo ele

Melhor Financiamento

Após os passos acima para dar entrada no seu financiamento, agora é a vez da análise para a escolha dele. Antes de qualquer coisa você deve analisar alguns itens:

Taxa – nunca feche uma negociação ou financiamento sem antes tentar diminuir a taxa de juros. E para isso talvez precise de algumas cartas na manga, como uma entrada ou garantia.

Fatores importantes – nem sempre o negócio real fica evidente no momento de fechar o negócio. Pagar menos por mês e mais no final do contrato pode ser uma boa para quem não pode se arriscar em uma parcela maior.

Simulação – Faça simulações das operações, muitas vezes não associamos o que estamos fechando com o negócio real e na simulação é mais fácil de identificar alguma coisa errada ou que você entenda que pode melhorar.

Uma coisa é certa, empréstimo pessoal ou financiamento todos precisam ser analisados e pensados antes da sua conclusão, afinal não dá para se arrepender depois. Então boa sorte e até a próxima!

Gostou? Então compartilhe na sua rede social!

Márcia Rabelo

Deixe um comentário

Seja o primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz

© 2017 i50 Imóvel Todos os direitos reservados.

[] kleo_social_icons

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account