6 dicas para quitar dívida do cartão de crédito

6 dicas fundamentais para quitar dívida do cartão de crédito

O cartão de crédito é uma mão na roda na hora de fazer pagamentos, aliando a praticidade com algumas vantagens, como a possibilidade de parcelar valores. Entretanto, é preciso ter cuidado e usar o cartão com moderação para não acabar endividado.
Não é raro conhecer pessoas que acabam se embolando com a dívida do cartão de crédito e se comprometem com gastos com os quais não pode arcar e que parecem não ter mais fim. Para evitar esta situação ou resolver o problema, confira algumas dicas.

Aprenda a usar o cartão

Tenha sempre em mente o percentual do orçamento que você pode comprometer com aquele gasto e qual é o montante a ser pago naquele mês, de maneira integral. Fazer apenas pagamentos mínimos é o primeiro passo para a construção de uma dívida que pode parecer impagável em pouco tempo.

Se possível, tenha sempre anotados os gastos do cartão para controle próprio, estabelecendo e respeitando um limite mensal para seu uso. Não é porque o cartão oferece um limite de R$ 3 mil que você precisa gastar todo esse valor, principalmente se seu orçamento não comporta tal dívida.

Reveja seus gastos

Uma vez endividado, procure cortar gastos supérfluos ou não tão essenciais de seu orçamento mensal para economizar o suficiente para quitar o débito. Juros do cartão costumam ser calculados em taxas altíssimas e incidem sobre si mesmos, o que leva à famosa bola de neve.
Apesar de prescrever em cinco anos, o ideal é que o cliente não espere o passar do tempo e quite sua dívida com o cartão o quanto antes, evitando possíveis constrangimentos e processos judiciais. Fazer um sacrifício temporário pode ser o suficiente para recolocar as contas em ordem.

Negocie a dívida

Se a contenção dos gastos não foi o suficiente, pode ser interessante negociar a dívida. Uma boa alternativa é procurar dividir o débito em prestações fixas que caibam em seu orçamento. Negociação se trata de uma troca de propostas e você não é obrigado a aceitar a primeira que lhe for oferecida. Procure sempre as melhores condições para que você possa quitar seu débito.

Em caso de dívidas variadas, observe os juros

Se você tem dívidas em mais de um cartão de crédito, observe as taxas de juros cobradas em cada um deles. O foco deve ser sempre quitar primeiro a dívida que cobra a maior taxa de juros, pois é justamente esta taxa que faz a dívida total crescer.

Não use um cartão para pagar a dívida de outro

Ao utilizar um cartão de crédito para pagar outro, você estará apenas trocando a dívida de mãos, mas permanecendo no âmbito dos juros cobrados por administradoras e que costumam ser calculados com base nas mais altas taxas do mercado.

Troque a dívida por outra menor

Se você pretende optar por fazer uma nova dívida para quitar o débito do cartão, tenha em mente que você precisa fazer uma troca que seja vantajosa em termos de juros. Procure empréstimos no mercado que cobrem taxas inferiores às que você já paga e solicite a quantia necessária para quitar toda a dívida com o cartão. Você seguirá devendo o mesmo valor, mas com taxas inferiores, o que poderá facilitar seu pagamento. Fonte: GuiaBolso/ANDIF

Deixe um comentário

Seja o primeiro a Comentar!

avatar

© 2018 i50 Imóvel Todos os direitos reservados.

[] kleo_social_icons

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

Create Account